20 de dez de 2011
Lugar nenhum é lugar próximo...
Sim, vou arrumar um tempo, pra assistir ao outro no que lhe apraz...
Meu instinto não tolera mais certas canções. A alma recria numa silenciosa luta interna. Capto, não sinto. Sinto, não vejo. Vejo, não toco. Toco, não reconheço.
Tua mazela não é mais minha também?
Tuas dores são maiores ou melhores que a minha?
Teu prazer me alcança?
Quem tem seu pedaço que se aprume, pois o tempo bem além do sentimento não se contenta com as iniquidades que afloram o tempo inteiro.
Se não há quem me ajude, não sou mais um utópico solitário, na verdade somos uma legião de seres-para-a-morte tão singulares que a vontade-para-a-vida, floresce a cada novo amanhecer.

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos