20 de jun de 2012
Minha atenção está a postos
As mãos suplicam pelo aperto
De outras mãos, de outros braços
Outra canção, outros desejos

A boca espera atenção
Os olhos não reparam o erro
Nem mesmo o crime ou remissão
Serão mais fortes que o desterro

E lá de baixo ouço gritos
Ouço gemidos de aflição
Verá o cego além do atrito
Além do vício ou coerção

Cada momento é passageiro
E o eterno ao mundo veio
E passeando bem ligeiro
A fé ao corpo adveio

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos