7 de jun de 2012
Marcas em meu cotovelo
No pescoço e cabelo
Mostram ao tempo que um tempo
Pra entender, é necessário

Discernir com liberdade
Me poupar e sofrer menos
Encarar a realidade
Posicionar-se

Descartar a maldade
Contra toda vontade
Extrair o que tem dentro
Escolher o que me cabe

Ser do pão o fermento
E no justo momento
Em que o pensamento
Se cala,
Possa deus vir à mente
Transformar água em vinho
Vinho em sangue
Sangue em gente

E, novamente,
No desejo ou cobiça
Possa na reconquista
Retornar à cabeça
O mundo do sonho




0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos