19 de jun de 2012
Tua
Verdade nua
Cortou ao meio
Todo o meu desejo
Requereu sua parte
Pareceu arte
E a semente germinou 
Em cheio
Antes da verdade
Da ambição
Em meus rincões
Fui percorrendo
Além do entendimento
Aquém do coração
E de loucura 
Contra a cultura
Ou possessão
Fui entendendo
Cogitei teus planos
Assumi teus rios
Embarcações
E desvarios
E disse ao mundo
Todo em meu silêncio
Que a chama é concisa
Antes da dor
Além do chão
Já o desejo
Precisa do outro
Pra se completar
Se dividir
Se transformar
É que o mundo
Acaba 
E recomeça
Quando reconstruo
N'outro a decisão
De não deixar sozinho
Ao abandono
A outra metade
Que no peito evade
Justo o coração

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos