22 de jul de 2012
Enganada está a mente
Quando entregue está o coração

Deixa de lado essa mania
De amar além do jogo
Se queimar quando o fogo
Não resiste à ação do vento 
Alegria onde não há festa
Alento quando a dor se alastra
Quando o lado do outro lado emudece
Isolado, resta um lado
Igual passo marcado
Rumo ao desencontro
E no descaso fica o beijo
Nem mais abraço, nem desejo

E aí, o coração se esconde no umbigo

Retrata-se 
Reata-se consigo
E a descoberta do lado
Fica no lado de dentro
Onde nem a ação do vento
Ou o mais forte tormento
Poderão afastar o homem 
Dele mesmo

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos