30 de jul de 2012
Provei
Do juízo que fiz do valor
Quando embora, em cima da dor
Apoiei o meu calcanhar

Agora
O caminho se endireitou
Quando o rumo enfim se acertou
Independe da glória vulgar

E o homem viu-se nu e, quem sabe
Não meteu o nariz da verdade
Muito acima da convicção

E desde então,
O pequeno encontrou seu espaço
Pra na morte, sem desembaraço
Resistir ao momento final



0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos