25 de ago de 2012

Um tom de azul, o mar
Amarelou, o sol
Meus ais não são tão meus
Meu sim deixou de ser
Eu requeri o não
Manhã passou além
Aquém, a distinção
Poder é ter a mais
A mais, eu tenho o pão
Fechou meu céu, anil
Restou a indecisão
Deus pai desceu aqui
Eu não estava, não
Entenda que sofri
Desista de ferir
Eu sou o que não quis
Pra ser o que não sou
Dormir, já acordei
Em pé, deitei em vão
Cigarro, acendi
Apaguei a visão
Para amar, dormi
Noite, acordei no chão

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos