3 de set de 2012

Onde andará o valor nesses instantes?
E meu verso, por onde anda?
Cada dia tento ser mais humano e me enveredo
No pano falso que divide a tênue face do inimigo
Lado que fico de vez em quando
E a sorte traz mais sentido que a razão
Quando o horizonte desmente o sorriso ingênuo
Quando a flecha acerta cega o alvo incerto
E minhas certezas deixam de ser, embora existam

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos