22 de out de 2012
Me perdoe,
Antes que a noite fria se eternize
E as tais alegrias tornem-se lembranças

Não há céu ou inferno que me traia
A ficar refém de um tempo sem dono
E o meu coração fica morno

Quanto maior o desejo, menor é o medo
Mas, ficar no meio da espera
É chorar do mesmo jeito o tempo inteiro
E divido-me em vários de mim mesmo
Para achar em mim, o que em ti se encontra



0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos