23 de jan de 2013
Desista 
E mude de via
Rumo à claridade
Da rua
Cidade
Da pista
Evite
Dar o que não pode
E quebrar o pote
De barro
De vidro
De sorte
Não seja sensível
À desconfiança
Do homem que insiste
Na pedra falsa
À margem da via
Me perco
Desisto
Resisto sozinho
Às pedras
Deixadas
Trazidas 
Levadas 

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos