26 de jan de 2013
Faltam-me dedos
Para o toque
Intimidades
Quando a reboque
Fica o desejo
Se cala tímido
Arrumo então
Outros motivos
Vou descobrir
O escondido
Sai da razão
Rumo ao destino
O que me falta
Acha sentido
Ao me tocar
Indivisivo
Aos poucos vou
Achando riso
O coração
Divaga o ritmo
E minhas mãos
Esquentam o griso
Rapidamente
Logo impedido
No vai e vem
Áspero, liso
E o gozo vem
Quando decido 

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos