23 de fev de 2013
Acalma que a vida é só por um fio
Arrisco a sina feito flecha no peito
Coloris o céu de deus no meu feito
E soltas estão as amarras do navio 

Preto e branco e preto se convergem
Inimigos choram em meu banquete
Têm palavras mil, têm mil enfeites
Poderes de deus ao demo emergem

Acariciais o corpo em chamas
Querência de ais em minha pele
Desde a tenra idade o sol inflama

Seja o que quiseres ou o que fere
Desabotoai a dor de tua trama
Findo o breu da luz que me é breve

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos