3 de mai de 2013
Se disfarçou feito demente
Que o juízo de repente
Com seu ruído
Estremeceu
Deixou sua marca no poente
Que o coração ficou doente
Com sua falta
O seu adeus

Ele ficou desamparado
O seu perdão pisoteado
por outros rastros
Outros pés
Que o amor seja amado
Eu possa olhar para o lado
Rumo de dentro
De viés








0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos