26 de set de 2013
quem te completa
a solidão
palavra amarga

um desatino
que não há
quem solidário

se confunda
nem meio termo
é remédio 

ou sinfonia
uma canção
que solitária

é a chama
que resiste
a esperança

forasteira
volta e meia
ao coração

reaparece
feito sonho
passageiro

anoitece
o dia inteiro
e amanhece

o desejo
é saudade
feito boca

sem o beijo
a vontade
é utopia

no coração
a tristeza
é alegria

meu engano
é verdade
que se esconde








0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos