5 de out de 2013
é cantiga de dor
acalento é saudade
chega feito a idade
e estraga com o tempo
colorido sem cor
rua sem endereço
pago e não sei o preço
é fumaça sem vento
onde escondo a maldade
e disfarço o meu jeito
será dentro do peito
ou fora da cidade
que a justiça é vaidade
relativo o direito
se me julga imperfeito
me faltando o respeito
escondendo a verdade

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos