14 de out de 2013
não lhe posso podar o desejo
nem ao menos cobrar teu amor
é que não sei lidar com o afeto
e não sei quando ao certo
eu lhe faço sofrer
nesse tom desmedido de força
esperança que causa alegria
por favor não me perca de vista
de noite ou de dia
me faça feliz
dentre as lágrimas entorpecidas
tem mais o sorriso
pra nos merecer
deixa o sol clarear teu destino
e que a lua me traga acalento
as estrelas se movam no vento
que cabe na mente, na imaginação
seja o nosso valor o respeito
renasça no peito
um novo coração

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos