16 de nov de 2013
agora a cor eu sei de cor
teleguiando o sistema
reaprender a ser um só
sarando a dor desses edemas

não vais tocar mais em meu corpo
em vão, se cala em desatino
o barco espera por um porto
para atracar o seu destino
e o seu medo
a solidão é sua angústia.
e o silêncio
é quem sara cada ferida
contemplação
o adeus amarga o desejo
embora o fim traga algum medo
o horizonte há de brilhar



0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos