12 de nov de 2013
"não vou culpar a divindade
pela frieza de meus atos"

"sabe como ninguém esconder-se da verdade"

"à sua imagem e semelhança
rasgou o véu e entrou na dança"

"toda artimanha é arte tinhosa 
e humilhar é a sua preferida"

"o bem que te quero, ó lado meu, é indumentário do meu jogo" 

"em seu silêncio se esconde o sorriso sombrio"

"arrepender-se é verbo reflexivo demais para o seu gosto"

"faz o mal em nome de sua divindade"

"o bem é o inimigo número um da mentira"

"consideração lhe é igual a gelo enxugando água"

"se custa-lhe o respeito, o que direi sobre o amor?"

"Quem tanto foge da mãe morre de medo"

"A pena não humilha, desconsidera"

"ao soberbo, a luxúria"

"a bolha é de chiclete, cola em quem se mete"

"não perdoa, por isso não se arrepende"

"não se ama, por isso se esconde"

"não se olha, por isso se mostra"

Marcio Lima

2 comentários:

  1. Falando de você mesmo ou de alguém?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode ser de qualquer pessoa que se enquadre, pode ser de mim ou de você ou de qualquer outra pessoa....
      sou poeta, nem sempre sou tão autoral no que escrevo....

      Excluir

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos