9 de nov de 2013
batuque de sonhos saem da televisão
saúde, horizonte, de costas, de fronte
dentro do meu coração
te vejo, minguante
é a lua do devir
potente, vibrante
tua luz a decidir
de preto, de branco
um comando não serviu
enquanto os mandos
de amor se evadiu

na casa, no beco, esquina, atrás do matagal
entregas à arte o teu simbolismo
de não ser original
copias o mundo
que te atraia algum valor
doente, imundo
te alcançará a dor
de dente, barriga, de pulso, intriga
eu te dei o que valeu
ausente, massivo, descrente, pungente
pra fazer do mal um bem

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos