11 de nov de 2013
Nas garras da vertigem azul
Reviu todo o seu tema
A sua apatia incomum
Traiu o seu sistema
Não sabe o tom
Nem sabe do mar
Só quer um desregrado
De cima se viu
Debaixo ficou
Colhendo as migalhas
A chuva caiu
O sol despontou
Fugiu da claridade
Amores se vão
Mentiras na mão
Pintam a realidade
A tua juventude serviu
Para atrair a imagem
Um jugo infiel
Um toque de chão
Planos de sabotagem
Cuidados sem fim
Terminam sem dó
E finalizam o ciclo





0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos