2 de jan de 2014
ao futuro, o poente
à certeza, a opinião
ao respiro, o presente
ao passado, a solidão

quem me deixa acima e abaixo da linha
vem e desequilibra a minha razão
o desejo é dele, a vontade é minha
liberdade ao toque, ao abuso a prisão

que não sou um bocado de amor na panela
mais ou menos não cabe no meu prato
vida passa é vitrine, moldura, janela
o argumento que se vinga do fato

o futuro só existe no presente
que o homem pensou quando criança
um respiro que chega de repente
rememora a saudade e a esperança

dia desses me vendo
por um sonho qualquer
um pedaço de vento
um afago, um affair







0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos