15 de jan de 2014
derradeira manhã 
a meus pés
tuas mãos
quem me quer
eu não quis
outra vez
solidão

faça chover minha sorte
sara a ferida, o corte
deixa o ar entrar 
nos acalentar

o amor se evadiu
foi se ver
na canção
sem querer
ele quis
iludir
a razão

felicidade eu quero
e ansioso espero
noite de luar
nos iluminar








0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos