1 de mar de 2014
e numa teia de gente
o laço é super-humano
me advém de repente
num botão
o que ficava escondido
aos olhos, boca, ouvido
hoje o presente não sabe
a direção
democracia se invente
não sabe o rumo latente
a moda dita o vigente
a intuição
o pai não entende o filho
a mãe perdeu o seu brilho
a mansidão
é que não tenho amigos
a teia inventa um convívio
um coração

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos