23 de mar de 2014
E de repente o vento breve
abriu a porta do passado
e devagar a mente leve
e levemente
toda a verdade aparecia
lentamente
feito raiz que vai entrando
mais na terra
igual inverno esperando
a primavera
botão nascer
em flor
se abrir
se encantar
despetalar
deixar exposto
os espinhos
que outrora
a protegiam
do desgosto
que o amor
é fantasia
da cabeça
o que levar
se o que
tenho
é incerteza
que a vida
é louca
é luz de vela
é chama acesa

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos