20 de ago de 2014
finjo acordado
mas estou dormindo

prego a liberdade
mesmo te oprimindo

digo que te amo
nada eu sentindo

a tua saudade
é meu desatino

sexo é selvagem
nada tem sentido

rara a vontade
constante a libido

ei
você!
não me seja assim

deus que dá o tiro
mas quem mata
é o homem

coração!
faça-me um favor

deixa que o desejo
vença o medo
de se dar

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos