20 de set de 2014
desarma
vê se ama
que o campo
verde
cinzento permanece
o rio cristalino
é profundo
suas águas
correm para dentro
da imensidão
que se esbarra
no horizonte cruel
de palavras
desencontradas
entre dois corpos
que dissimulam
a paz
mas promovem
a guerra

entre o homem
e ele mesmo
mistérios
são sabores
de destinos
tortos
de respiros
impróprios
irregularidades
disfarçadas
de espera

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos