21 de out de 2014
tu
que desceste ao meu céu
paraíso de chão
na amargura do mel
de paz
sem dor

nada será possível
amor
eu te gostar

ventos deixaram de soprar
calor
paixão

a tua presença
causa a minha indecisão
pra minha ignorância
pouco sei
sobre o prazer
que me deixa a solidão
a falar com as paredes
e a porta entreaberta
é meu coração sem prumo

o vermelho
corre frouxo
em tua pele
em meus olhos
minha timidez
à vista
terra longe
dos teus mares
deixa eu te querer
quem sabe
sou viés
você a linha
percorrendo
pelo corpo
tua mão
unida
à minha

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos