20 de jun de 2012
Para o grito - a rua
À calçada - os pés
Para a noite - a lua
Ao recorte - viés

Contra o susto - a calma
Ao sucesso - o bis
No final - as palmas
Sem querer - eu quis

Te amando - o muito
Desejando - o mais
Esperando - o fruto
Bem à frente - atrás

Ao azar - o lucro
Para o lucro - ainda
Mais ainda - o pouco
Pouco a pouco - finda

Indeciso - espero
Na espera - vejo
Desejo - o desejo
Boca-a-boca - o beijo

Examino - a vida
Vivo - atuando
Para o ato - a lida
Lida, ledo - o engano

À poesia - o louco
Na loucura - entenda
Julgamento -  torto
Ao juízo - a venda

Me poupando - a poda
À roseira - o espinho
Espinhaço - a mola
Amoleço - ao vinho

Embriago - o certo
À certeza - o plano
Quando minto - acerto
Quando acerto - engano

Vamos - e ficamos
Restamos - sozinhos
Só a sós - amamos
Ao amor - caminhos




0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos