16 de fev de 2013
Na teia de mar que nos separa
Unimo-nos numa voz que não se cala
Quero dormir em paz
Quero mandalas 
Ter aos pés o mundo
Na cabeça, a arte
Nas mãos, o baluarte do gesto
Que de mim empresto
Feito câmbio 
Feito escambo
Dou-te o que de mim é único
Verdades que me são raras
Ditames da mais pura palavra
Que do sol, há mares à vista
A terra me é o céu
Flutuo em tuas esperanças
Te quero feito criança
Que arrisca um sorriso
Que não sabe dos perigos
Que se lança...




0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos