8 de set de 2013
ao poeta que se foi, as palavras que são
à verdadeira fé, as imagens que se vão
em meu coração, a ilusão que há
deixo-lhe um recado
olhe para o lado
e se veja
antes que o tempo 
poupe o pensamento
e se vá
respeito se estingue
mas, amor não se finge
é entrega
ao outro o que lhe cabe
quem julga nada sabe
no fim o que lhe espera

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos