14 de jun de 2014
e quando é o último do maço
o íntimo não se intimida
e a razão se perde aos poucos
o coração tarda seu pulso
e derradeira fica a espera

essa é a vida ultrajada de si mesma
para com isso, deixa de lado
esse orgulho sob a pele
que teu amor seja de graça
não à medida de teus mandos

tenho a mania de ser sóbrio
enquanto invento uma loucura
a vida é mesmo uma fantasia
é arte, pop, punk, preta
é drama, ação, terror, comédia
é como um crime sem culpado
é decisão sem ter escolha
e quem fará melhor que isso?

deus,
me seja breve o sofrimento
e sábio em teu juízo

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos