20 de set de 2014
arbitrário ao desejo
tua falta
me atrai o teu corpo
indivisivo
o suor é o que refaz
a calma
a entrega é razão
do meu alívio
dia passa
a noite chega rasa
o seu toque
invade meu abrigo
vai achando
que sou a sua casa
fecho a porta
e me abre um sorriso

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos