1 de jan de 2015
foi teu amor que me levou
o entardecer
que era meu
agora está em tuas mãos
o coração

que o vento
foi buscar a sorte
noutros campos
meu barco
a se guiar
em tua ausência
um mar sem ondas
velas sem rumo
pétalas
que não formam flor
sofrimento
indolor
teus olhos
um nu
sem sentido
um porto
sem cais

quem me roubou
a exatidão
de uma lágrima
me foleou
mas nunca leu
nenhuma página
logo você
não me poupou
da solidão

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos