25 de fev de 2015
o lado esquerdo
dói em silêncio
e a lesão exposta
não se cicatriza
é um amor que
se lastima
por alguém
no endereço
mora a minha
solidão
a chama só apaga
se for acender
a chuva se recolhe
quando deus mandar

um passo firme
esconde a luz
o dia inteiro
o meu dinheiro
é uma lâmina
a ferir
nessa manhã
a cinza tinge
o obscuro
que a noite
inteira
foi o teu
corpo
a seduzir

o lado esquerdo
sorri calado
são os caminhos
que levam a ti
é uma dor
que não castiga
mais ninguém
era saudade
agora fica
a ilusão
a vida acaba
adianta

se defender
a noite dorme
para o dia
então brilhar

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos