25 de fev de 2015
resisto
enquanto o a dor teima em ficar
o sorriso, permanecer
que o vaso é de barro
e se quebra
o andor é de madeira
e se verga
a cruz, um tom de cinza
o amor, é amarelo
vermelho, a vontade de sangue
e água
que tinge a esperança

posso até pensar livremente
sobre a natureza
e sobre os homens
mas só a morte cala o corpo
e liberta a alma do mistério

viver tem prazo de validade
e você pode até ficar um pouco mais
e você pode até ficar um pouco mais

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos