25 de fev de 2015
vende-se afeto
cobra-se retidão
dobre-se
o certo
cubra-se
na amplidão
do
verso
motriz
da alma da canção
quer fale
do amor
eu falo é de você
e de mim
nós dois
somos só um
nessa atmosfera de prazer
e de dor
é que sorriu a flor na primavera
depois de lá ela se foi
nem tudo é um bastão
arma, escudo é guerra
esse meu texto
é pra apagar essa visão

que o amor
é passageiro
pois tem o tempo
de uma vida

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos