16 de mar de 2015
patrocino
a dor alheia
causo
a lágrima
vindoura
cuspo
no
dom
que a
terra
me deu


sou
aliás
o que
te
fere
não
o que
acalenta

que venha a cura
de minhas mãos
sedentas de sangue
que o perdão
só se cria
depois da vingança

e não há
como esconder
o juízo
do outro

pois o que vem
vai

está a caminho
de mim
ou de qualquer
um

eis a descendência
do pecado
que deus
criou
dentro
da tua
cabeça

ó deus
demasiado
humano

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos