16 de mar de 2015
e
vou produzindo amor
e
consumindo
desespero

a boca
sentencia
o riso
e
tuas mãos
não se achegam
mais
em meu
regaço

não desisto
de você
enquanto
o sol
aquece
o dia

me depõem
as palavras
e sentimentos
que
afasto-me
de mim
enquanto
é tempo

desisto
de sentir
por uns momentos
e reintegro
a missão
do meu respiro

te quero
aqui
te quero
bem

saiba se dar
com precisão
sob medida

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos