19 de jun de 2012
Sob meus versosCrivos inversos
Agora quem me dirá mentiras
Quando a verdade me engana
Invento minhas teses
E ao meio está o inteiro
Crio umas certezas
E as dúvidas me ensinam
Divido o pão
Assola-se a fome
Fumo meus cigarros
E as mazelas se escondem
No abraço me aqueço
E o mundo se resfria
Em minhas expectativas
No passado me distraio
Desejo o teu desejo
E no desejo me retraio
À cada inibição
O umbigo se destaca
Emerjo à essência
Na existência sou eu mesmo
A fé requer mistério
Quando deus é revelado
O homem ortodoxo
Se confunde com o falso
O agora é meu destino
E o porvir, deixei de lado

0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos