20 de out de 2012
Deixa,
Que minha pele quer tua pele
Meu desatino, a intempérie
Do desejo

Deixa,
Que a saudade foi-se embora
E no encontro não demora
O toque

Deixa,
Quando te quero. não te tenho
Me desespero, me empenho
Na busca

Deixa,
Que frente-a-frente, face-a-face
Brote a semente da verdade
No peito

Deixa,
Quando acerto, eu mesmo torço
Lábios em direção ao rosto
No beijo

Deixa,
De dentro vejo bem lá fora
Chega o momento, eis a hora
Da entrega



0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos