21 de mar de 2015
se quiser
venha
me
amar
que
eu
estou
à toa

e não sei
de nada
não

tua mão
na minha
boca
a
me
calar

os meus
ouvidos
teus
lamentos
suportar

me entregar
nem
seja
aos poucos

que a pele
é o que
atrai
o
corpo

não
a nudez
de uma dádiva
qualquer

nem a espera
pelo
amor
sem condição

ou os caminhos
que não
levam
a algum
lugar

tenho
o
prazer
de
me
expressar
ao
teu
dispor

mesmo
que o chão
não
seja
o
mesmo
pra
pisar

me dê
a mão
vamos
partir

desativar
nosso
sistema
cultural
deixar
de
cena
e
assumir
o animal
que
embora
pensa
é
desatino
feito
o
milagre
da água
ao
vinho





0 comentários:

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos