25 de jan de 2012
Hoje acordei sem vontades
E parecia o que não sou
E quanto mais eu me esforçava
Estava só

O meu transtorno é bipolar
Quando eu quero não assumo
Desconto a raiva ao luar
E durmo impuro

Eu não conheço os que me batem
O meu sorriso é comparado
Todo meu corpo arrepia
Não tenho vez

Você nunca é o culpado
Das frustrações que eu herdei
A tua ajuda é necessária
E só eu sei

Até parece que o mal
Quer se instalar dentro do peito
Todas as peças deste jogo
Hoje rejeito

A máscara é minha arte
De ser o que pretendo ser
Enquanto os homens se retratam
Me revoltei

De longe me viram feliz
De perto me viram o rosto
Agora eu já não posso mais
Manter o corpo

Você tem que me perdoar
Pois, me conhece quase inteiro
E as marcas soltas pelo ar
Refazem o jeito

Eu não entendo alguns pronomes
O meu não pode ser só isso
O teu é muito singular
o nosso é o meio

Meio da gente se acertar
Pois o remorso tarda ao feito
Já não dá mais pra retratar
Pois o respeito

É quem vem dosando a vida
Mas pra você posso ficar
Feliz e assumir de fato
Nosso desejo



6 comentários:

  1. "assumir de fato nosso desejo..."
    Essa parece uma linda melodia romantica... Onde as duas partes se querem mas as vezes não se entregam como deviam... Assumam os desejos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda a razão! Assumir o desejo ao menos pra si mesmo, já é um grande passo.

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Molto bene, mi è piaciuto il testo, è un brasiliano o portoghese? Vive in Italia?

    ResponderExcluir
  3. Ciao! sono brasiliano, della capitale, Brasilia. Ma già ho vissuto in Istria (vicino da voi) per due anni.

    Grazie per il commento!

    ResponderExcluir
  4. Eu não entendo alguns pronomes
    O meu não pode ser só isso
    O teu é muito singular
    o nosso é o meio

    Meio da gente se acertar
    Pois o remorso tarda ao feito
    Já não dá mais pra retratar
    Pois o respeito

    É quem vem dosando a vida
    Mas pra você posso ficar
    Feliz e assumir de fato
    Nosso desejo





    Feito para mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de ter de alguma forma ajudado, me deixa contente!
      Vamos encontrar os meios que nos levem ao encontro real e verdadeiro!!!!

      Excluir

Seguidores

Acessos

Marcio Lima. Tecnologia do Blogger.

+ Vistos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve...:

Minha foto

Olá! Sou Marcio Lima, filósofo e poeta. Trabalho como professor de Sociologia nas redes públicas de Goiás e do DF. 

Em meus textos se encontram várias facetas de mim mesmo, do mundo que me rodeia, do outro e da experiência da transcendência que transforma. 

Teça seu comentário!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Concursos